"Everyone Wants To Be Found"

25
Mar 09

the knife

Houve quem me viesse perguntar quem eram os "The Knife" após um dos meus últimos posts, e como acredito que exista ainda muito mais gente que não os conheça pois a sua divulgação por terras lusas praticamente não existiu, hoje o meu post será sobre os " The Knife".

Os "The Knife" apesar do que se possa pensar após o trabalho a solo da  Karin Dreijer em  "Fever Ray" que sairá em Portugal no final deste mês, não se separaram.

Os "The Knife" formados pelos irmãos Olof e Karin Dreijer são um grupo sueco de música Indie Electrónica que se juntaram em 1999 para comporem a partir do seu estúdio em casa, tendo editado o seu primeiro single em 2000 intitulado "Afraid of  You" e o seu primeiro álbum em 2001, intitulado "The Knife". 

Em 2003 viriam a ser nomeados para dois Grammis, um para "O melhor grupo de pop do ano" e outro para "O melhor álbum de pop do ano", no caso o seu segundo trabalho "Deep Cuts".

Porém, os irreverentes irmãos Dreijer boicotaram a cerimónia de entrega dos Grammis e enviaram em seu nome duas pessoas mascaradas de gorilas como protesto pelo domínio dos homens na industria discográfica.

Os "The Knife" são considerados um grupo com grande influência de Bjork, Plastikman, Nena e Alphex Twin, mas com uma personalidade e um som muito característicos.

Para vos aguçar o apetite seleccionei dois vídeos deles, "Silent Shout" do álbum "Silent Shout" e "Heartbeats" do álbum "Deep Cuts", em versões ao vivo.

 

publicado por Lupus Ibérico às 22:52

24
Mar 09

Após tanta espera  e com a ansiedade a aumentar dia após dia por um dos espectáculos que mais expectativas me criou nos últimos tempos, finalmente no fim de semana passado chegou o grande dia.

Foi dia de "Blue Man Group"!

Tenho já por experiência que quando maior é a expectativa que tenho, maior fica a posterior sensação de insatisfação. Mas, meus caros, desta vez a expectativa era enorme e a satisfação após o espectáculo maior ainda.

Realmente os azulinhos são excelentes e proporcionam um espectáculo cheio de luz, som, movimento e ambiente que nos absorve de tal maneira que quando chega ao fim só pensamos:

-Já acabou?

E isto depois de termos chegado em cima da hora e com os nossos lugares ocupados, tendo-se criado na altura uma situação bem perturbadora devido à má organização dos senhores que trouxeram os "Blue Man Group" a Portugal, que acabaram por "vender" bilhetes para os mesmos lugares duas vezes. O que valeu foi o senhores, como que por artes mágicas conseguirem arranjar 4 lugares seguidos numa sala esgotada.

Ainda estou para perceber como? Mas que lá arranjaram, arranjaram!

Problemas à parte, o que ficou foi que vi um grande espectáculo tendo-me enchido de satisfação como à muito tempo não sentia e com uma enorme vontade de voltar.

Será que vou ser doido suficiente para os ir ver novamente?

Quem sabe? 

Melhor, melhor será ir vê-los a Las Vegas para depois comentar como umas lindas que passavam por nós após o espectáculo, "Então onde gostou mais de os ver, querida? Aqui em Portugal ou em Las Vegas?

Exibicionismo português no seu melhor estilo!

Blue Man Group em Portugal

http://videos.sapo.pt/WfkFBklJbCo4ojZzdAIN

publicado por Lupus Ibérico às 21:01

21
Mar 09

Continuando na busca e divulgação de novas musicas e novos sons que raramente ouvimos nas nossas rádios, tirando a original e inigualável rádio como é o caso da Radar, descobri à já algumas semanas os "Fever Ray".

Fever Ray  é o projecto a solo da Karin Dreijer Andersson, antiga vocalista dos Suecos "The Knife". O primeiro single deste primeiro álbum "Fever Ray" a sair foi  "If I Had a Heart"  a 15 de Dezembro de 2008, mas não posso de deixar de vos recomendar  "When I Grow Up", "Seven", "Now´s the only time I Know", "Concret Walls" e a minha preferida "Keep the Streets Empty for Me".

A escolha para vos apresentar este trabalho acabou por recair pela musica "When I Grow Up" pelo original vídeo que a acompanha.

Usem e abusem, pois é sem duvida um dos melhores trabalhos musicais que ouvi nos últimos tempos. Para mim começou cedo a aparecer um dos álbuns que poderei vir a considerar um dos melhores de 2009.

publicado por Lupus Ibérico às 22:00

20
Mar 09

Todos sabemos que o Karaté é uma arte marcial, e que uma arte marcial é uma arte de combate. Quando mal aplicada por mentes menos sãs poderá originar graves problemas. No entanto só as mentes menos claras e que fujam aos ensinamentos filosóficos associados ao Karaté poderão dar um uso menos adequado ao que aprenderam ao longo da sua vida de Karateca.

Claro que existirá sempre quem tome os caminhos mais negros da vida, e usará mal a arte que apreendeu, assim como trairá todos os seus ensinamentos.

Essas são as pessoas que não saberão respeitar a sociedade, pois na base do Karaté os ensinamentos são de Respeito, Esforço, Dedicação, Autocontrole, ... e um sem numero de regras muito básicas mas muito úteis para viver em sociedade.

O Karaté quando bem usado origina momentos de muita beleza, como poderão verificar no vídeo abaixo.

publicado por Lupus Ibérico às 00:15

Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
16
17
18

22
23
26
27
28

29
30
31


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO