"Everyone Wants To Be Found"

26
Mai 09

A primeira aldeia global “A Primeira Aldeia Global – Como Portugal mudou o Mundo” de Martin Page é um livro surpreendente. Antes de mais por ser escrito por um estrangeiro, que demonstra um grande conhecimento e amor ás nossas coisas e á nossa História, depois por ser escrito por um jornalista de profissão e não um historiador, que, no entanto, demonstra uma curiosa  tese segundo a qual um pequeno povo pôde, de modo inesperado, mudar o mundo.

Ao longo de cerca de trezentas páginas, Martin Page procura dizer que os portugueses não foram só um povo de conquistadores, mas também um povo de mercadores que transmitiu conhecimento e tecnologias à Europa e ao mundo.

Foi aqui em Portugal que Aníbal encontrou os guerreiros, as armas e o ouro que tornaram possível a sua marcha sobre Roma; Júlio César, a fortuna que lhe permitiu as conquistas da Gália e da Inglaterra. Durante a Alta Idade Média, mais a norte, os governantes árabes integraram Portugal na civilização mais avançada do mundo. Após a conquista de Lisboa, pelos Normandos, o novo Portugal levou Veneza à bancarrota e tornou-se a nação mais rica da Europa.
Antes de ser eleito Papa, com o nome de João XXI, Pedro Hispano, nascido em Lisboa, escreveu um dos primeiros compêndios modernos sobre Medicina que, um século mais tarde, era livro de consulta obrigatória em quase toda a Europa. Os Portugueses levaram as túlipas, o chocolate e os diamantes para a Holanda, introduziram na Inglaterra o hábito do chá e deram a Bombaim a chave do Império. Ensinaram África a proteger-se contra a malária e levaram carregamentos de escravos para a América. Introduziram, na Índia, o ensino superior, o caril e as chamuças e, no Japão, a tempura e as armas de fogo.

Uma estória que conta a  história de Portugal de um modo simples e agradável, que todos deviamos ler e conhecer como foi a primeira globalização.

Atrevo-me mesmo a aconselhar a todos os professores de História deste país a introduzirem a leitura deste livro nas suas aulas e então só depois descarregarem todo o seu conhecimento profundo sobre os factos. Acho que todos os alunos iriam ver a nossa história de uma forma diferente e mais agradável.

 

 

publicado por Lupus Ibérico às 10:00

24
Mai 09

kurt wenner

A especialidade de Kurt Wenner, artista e arquitecto, é a pintura de ilusões de óptica pelas ruas de várias cidades. Desde 1982, espalha as seus trabalhos pelas ruas do mundo e, hoje em dia, é um dos mestres com maior reconhecimento no campo do street painting (graffities). Vistas do ângulo certo, as suas obras são verdadeiras obras de arte a 3 dimensões, quase não conseguimos descolá-las da precisão e espectacularidade com que são feitas. 

Apreciem!

Hurt Wennerkurt wenner

 


17
Mai 09

Lembram-se da sequela Kill Bill? E da música Bang Bang de Nancy Sinatra?

Está na hora de rever os filmes, são excelentes!

Para quem os perdeu, corram ao vosso video club e não percam um. Vejam os três de uma só virada, "Like a shot"! Bang Bang.

Verdadeiros clássicos do cinema!

Nancy Sinatra - Bang Bang (original)

100 Yard - Bang Bang remix

Para mim o melhor remix da música "Bang Bang" de FL Studio 6. Pena o vídeo.

 


16
Mai 09

Falar sobre Patrick Watson é quase como dizer..."Palavras para quê?"

Os trabalhos de Patrick Watson tanto a solo como as suas participações nos Cinematic Orquestra falam por si.

Depois do grande albúm a solo "Close to Paradise" de 2006, passados três longos anos chega-nos outro tão bom ou ainda melhor, "Wooden Arms".

Se a música é um composto de sensações e sentimentos, o que dizer quando um cantor canta sentimento?

Patrick Watson - "Fireweed" do novo albúm "Wooden Arms"

Cinematic Orquestra - "To Build A Home" com Patrick Watson ao vivo.

Não posso deixar de dizer...Que música!

 

 


Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

12
13

18
19
20
21
22
23

25
29



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO